Topo Ir para conteúdo

Santeiros do Vale do Coronado

A PRODUÇÃO DE ARTE SACRA NO VALE DO CORONADO

Reconhecida como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular Portuguesa, a Arte Sacra dos Santeiros de São Mamede do Coronado é uma das tradições mais antigas da Trofa.

Com registos associados à produção de imaginária religiosa, que remontam ao séc. XIX, foi em 1920 que os Santeiros de São Mamede do Coronado elevaram a sua reputação, quando a oficina do grande Mestre José Ferreira Thedim, executou a imagem de Nossa Senhora do Rosário de Fátima que está na Capelinha das Aparições, no Santuário de Fátima.

Já em 1940, o Mestre desta Oficina realizou duas novas imagens da iconografia mariana, a Virgem Peregrina e o Imaculado Coração de Maria, ambas sustentadas nas elucidações da irmã Lúcia, com quem privou para o efeito. Empenhada na preservação deste saber fazer, a Câmara Municipal da Trofa publicou em 2017, o livro “A Produção da Arte Sacra do Vale do Coronado” e adquiriu as coleções da oficina Stúdio Nossa Senhora de Fátima (Mestre Avelino Vinhas); e do autor da Imagem de Nossa Senhora de Fátima, o Mestre José Ferreira Thedim. Em 2020 a Autarquia candidatou esta arte às 7 Maravilhas da Cultura Popular Portuguesa, tendo sido eleita como tal. Entretanto, já no decorrer de 2021, a Câmara Municipal da Trofa iniciou um processo que tem como objetivo a apresentação à UNESCO do pedido de inscrição do saber-fazer dos Santeiros de São Mamede do Coronado na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

O OFÍCIO NO VALE DO CORONADO: DA GÉNESE À ATUALIDADE

DE APRENDIZ A MESTRE

O PROCESSO DE PRODUÇÃO: TÉCNICAS, FERRAMENTAS E MATERIAS PRIMAS

CLIENTES E ENCOMENDAS

AS OFICINAS DO CORONADO E OS ROSTOS ATUAIS DO OFÍCIO

OUTROS LOCAIS DE INTERESSE

Anterior
123
...
Seguinte