Topo Ir para conteúdo

CAMINHO DE SANTIAGO QUE PASSA PELA TROFA ESTÁ A SER SINALIZADO PELA CÂMARA MUNICIPAL

Atualidade
15 outubro, 2021
CAMINHO DE SANTIAGO QUE PASSA PELA TROFA ESTÁ A SER SINALIZADO PELA CÂMARA MUNICIPAL
CAMINHO DE SANTIAGO QUE PASSA PELA TROFA ESTÁ A SER SINALIZADO PELA CÂMARA MUNICIPAL

MARCAÇÕES ENVOLVEM AS FREGUESIAS DO CORONADO (SÃO MAMEDE E SÃO ROMÃO), COVELAS E BOUGADO (SÃO MARTINHO E SANTIAGO)

 

A Câmara Municipal da Trofa, em parceria com o Clube de Campismo da Trofa e com a ACRABE, tem em marcha um processo de valorização e promoção do Património Cultural e Religioso, envolvendo as freguesias do Coronado (São Mamede e São Romão), Covelas e Bougado (São Martinho e Santiago). Em causa, o reconhecimento e marcação do itinerário do Caminho de Santiago de Compostela, que atravessa o Município.

Já começaram as marcações no terreno do Caminho de Santiago que atravessa o Município da Trofa. Num processo de valorização e promoção do Património Cultural e Religioso, a Autarquia vai implementar sinalética no percurso que envolve as freguesias do Coronado (São Mamede e São Romão), Covelas e Bougado (São Martinho e Santiago). Ao todo, são 13,780 km de caminhos com 109 marcações.

O percurso compostelano abrange três freguesias do concelho da Trofa, numa extensão de 13 780 km, sendo rico em património imóvel e imaterial que, segundo a Câmara Municipal, urge promover e valorizar. O itinerário do Caminho de Santiago entre o Porto e Braga que atravessa este território é muito utilizado por peregrinos que pretendam chegar a Compostela ou a Fátima e a outros destinos religiosos tradicionais que aqui se cruzam, como são o caso das capelas do Espírito Santo, em São Mamede do Coronado; de Santa Eulália e de São Bartolomeu em São Romão do Coronado; e de São Gonçalo, em Covelas.

A valorização do Caminho de Santiago pela Câmara Municipal da Trofa vai integrar a colocação de painéis interpretativos e de sinalética direcional, painéis informativos, desdobráveis bilingue e um carimbo com referência à Trofa, que servirá para atestar a passagem de peregrinos pelo Vale do Coronado.

Este processo de valorização do património conta ainda com a parceria do Clube de Campismo da Trofa e com a Associação Cultural e Recreativa da Abelheira (ACRABE). Desde 2009 que a ACRABE tem a sua sede na aldeia da Abelheira, ponto importante de passagem na rota do Caminho de Santiago de Compostela, pelo que apoia, desde essa data, os peregrinos do Caminho Português Central por Braga, disponibilizando informação sobre o mesmo e sobre o património cultural associado. É igualmente um ponto de repouso para os peregrinos que necessitem de descansar e local de aquisição de carimbo para a Credencial do Peregrino, como indicador de passagem pelo itinerário do Caminho de Santiago, na rota abrangida pelo concelho da Trofa.

Por sua vez, o Clube de Campismo da Trofa apoia na marcação e no mapeamento dos percursos pedestres e colabora na preservação da sinalética direcional e informativa do percurso.