Topo Ir para conteúdo

SETOR DO TURISMO COM TRÊS NOVAS LINHAS DE FINANCIAMENTO

COVID19
30 março, 2020
SETOR DO TURISMO COM TRÊS NOVAS LINHAS DE FINANCIAMENTO
SETOR DO TURISMO COM TRÊS NOVAS LINHAS DE FINANCIAMENTO

SETOR MAIS AFETADO PELA PANDEMIA VAI CONTAR COM APOIO DE 1700 MILHÕES DE EUROS

A Câmara Municipal da Trofa continua a divulgar informações consideradas pertinentes, que possam contribuir para que os cidadãos e os empresários estejam informados sobre mecanismos que têm ao dispor, durante a pandemia. 
Nessa linha comunicamos que a Secretaria de Estado do Turismo informou as autarquias sobre as três novas linhas de financiamento de 1700 milhões de euros para apoiar o setor do Turismo, o mais afetado pela pandemia. 


Para restauração e similares serão disponibilizados 600 milhões de euros, dos quais 270 serão para micro e pequenas empresas. Para agências de viagens, animação, organização de eventos e similares o valor é de 200 milhões de euros, dos quais 75 milhões de euros são para micro e pequenas empresas.

Já para empreendimentos e alojamentos, o Estado irá disponibilizar 900 Milhões de euros, dos quais 300 milhões serão direccionados às micro e pequenas empresas.

Adicionalmente, as microempresas do setor contam com uma linha de Apoio à Tesouraria, de 60 milhões de euros, gerida pelo Turismo de Portugal, que também reforçou equipas. Nesta fase, o Turismo de Portugal lançou um serviço de consultoria online e suspendeu os reembolsos dos apoios concedidos.

As empresas do setor do Turismo também podem beneficiar da Linha de Crédito de 200 milhões de euros de apoio à tesouraria, enquanto as linhas supramencionadas não estiverem ainda em operação, da aceleração do pagamento de incentivos, do deferimento de prestações vincendas relativas a subsídios e o reforço dos plafonds dos seguros de crédito à exportação com garantias de Estado.

A nível laboral, as empresas têm à sua disposição apoio para pagamento de remunerações, para formação profissional, um incentivo financeiro extraordinário à normalização da atividade da empresa, assim como a insenção temporária do pagamento das contribuições à segurança social.

Ao nível da fiscalidade, também foram lançadas importantes medidas, como a prorogação do prazo de cumprimento de obrigações fiscais e a suspensão dos processos de execução fiscal em curso ou que venham a ser instaurados pela Autoridade Tributária.

Até ao momento, as medidas destinadas aos cidadãos e às empresas têm como objetivo preservar emprego e a capacidade produtiva das empresas e podem ser consultadas aqui: https://covid19estamoson.gov.pt/medidas-excecionais/ .