Topo Ir para conteúdo

Parque das Azenhas abriu ao público

Município
24 maio, 2017
Parque das Azenhas abriu ao público
Parque das Azenhas abriu ao público

O livro “Parque das Azenhas – Um ecossistema” foi apresentado ao público no passado dia 25 de março, num dos Postos de Apoio à Visitação do Parque das Azenhas, neste caso, na estrutura localizada junto à Academia Municipal da Trofa – Aquaplace.

 

Esta publicação foi baseada num estudo do biólogo, observador da natureza e fotógrafo da natureza Trofense, Vasco Flores Cruz, tendo sido adaptado para criar esta base de apoio às visitas que dá a conhecer o Parque e a fauna e flora existentes.

 

Já na manhã de 25 de março, o Parque das Azenhas foi oficialmente aberto ao público, no dia em que o Presidente da Câmara Municipal, Sérgio Humberto, voltou a lembrar que o “Parque das Azenhas é único, pelas suas características e pela vida que o habita” e que esta é “uma obra fundamental para o futuro do Concelho, pois favorece a qualidade de vida da população e melhora substancialmente as condições de atratividade do Município, que fruto deste enorme investimento comparticipado por fundos comunitários e pela própria Autarquia, vai criar um novo polo de atração pontuado com importantes equipamentos que vão elevar a qualidade de vida em todo o Concelho, devolvendo o rio à população”.

 

De recordar que esta edição está integrada nas ações imateriais de criação do Parque da Azenhas, uma obra cofinanciada com fundos da União Europeia e foi lançada depois de concluída a empreitada e aberto o Parque a toda a população.

 

Durante a apresentação de 25 de março último, foi também enaltecida a participação nesta edição dos fotógrafos da natureza Alberto Maia, Celestino Costa e Joel Silva, Trofenses com muitos anos de experiência nesta área.

 

O Parque das Azenhas foi projetado em 2007, sob gestão do Executivo liderado por Bernardino Vasconcelos. Mais tarde, as obras foram adjudicadas em 2013 e foram concluídas em março de 2017.

 

Este Parque prolonga-se pela margem do Rio Ave, ao longo de 4,7 quilómetros, englobando 26 mil m2 de áreas verdes e quase 4000 árvores.

 

Tratou-se de um investimento de mais de dois milhões de euros, comparticipado por Fundos Comunitários, inscritos no Eixo Prioritário III – Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial – Gestão Ativa de Espaços Protegidos e Classificados-ON2 e concretizou um Parque Natural, numa perspetiva estratégica de reorganização, e reorientação do Concelho, de forma a valorizar a frente ribeirinha da Trofa.

 

O Parque das Azenhas, que tal como foi veiculado quer assumir-se como “o Parque Natural do Ave”, dispõe de três instalações sanitárias, dois Centros de Apoio à Visitação, com espaço de receção ao visitante e bar, estando ainda um dos centros equipado com um laboratório (vocacionado para a componente didática das escolas) e um outro com um espaço multimédia.

 

Estes Centros de Apoio vão abrir sob marcação, para a realização de visitas guiadas ao Parque das Azenhas. Na primeira fase o trabalho de educação ambiental do Parque das Azenhas estará mais vocacionado para o público escolar, inicialmente para as escolas do Concelho e posteriormente para as escolas de outros Concelhos.